in

CobbMale promove melhor desempenho no campo

Empresa apresentou novos resultados do CobbMale, com melhor conversão alimentar e ganho de peso

Atingir melhor eficiência produtiva das aves é uma das questões que têm tirado o sono do produtor diante do quadro de recordes de preços dos grãos, principais insumos de produção. Com a nutrição atingindo cerca de 80% dos custos, qualquer alteração na formulação de dietas para reduzir o impacto dos preços elevados pode fazer uma diferença importante. E se esta redução nos custos da ração trouxer ainda melhorias no desempenho, o impacto na rentabilidade do produtor pode ser gigantesco.

E foi neste contexto que a Cobb-Vantress anunciou novos resultados em campo do CobbMale, o macho lançado pela empresa no final do ano passado, justamente nesta direção. Melhor conversão alimentar, melhor ganho de peso diário e melhor empenamento, mesmo com a utilização de uma ração mais barata.

De acordo com estudos realizados pela empresa em campo, a conversão alimentar melhorou em média até três pontos e o ganho de peso diário foi, em média, até dois gramas melhor. “Estes estudos demonstraram que este animal tem potencial genético para ser o mais eficiente do mercado”, anunciou o médico veterinário e diretor Associado de Produto da Cobb-Vantress na América do Sul, Rodrigo Terra.

Ele destaca que o CobbMale tem se mostrado com melhor desempenho zootécnico, mantendo a mesma qualidade metabólica da linhagem anterior. “Por ter excelente eficiência alimentar, o produtor pode utilizar rações mais baratas. Isso se transforma em lucro, com melhor conversão alimentar e dieta de baixo custo”.

Novos Resultados

A empresa apresentou alguns resultados conquistados em campo com o CobbMale por clientes de Estados como São Paulo, Minas Gerais e Paraná, no Brasil. A avaliação de desempenho do CobbMale na comparação com um Concorrente A demonstrou que o novo produto tem uma conversão alimentar melhor em 30 gramas, em média, por quilo de peso vivo, o que significa uma importante diferença de eficiência, ainda mais neste momento de custos altos de matéria-prima.

Uma análise econômica sobre essa diferença média de 30 gramas de ração em uma empresa que abate 1 milhão de aves por semana com peso de abate de 2,90 quilos representa uma economia de 4,524 mil toneladas por ano.

A confiança nestes resultados foi salientada por Terra. “Todos os números de desempenho em campo são muito bons. E a vantagem em conversão alimentar é especialmente importante neste momento. É um animal que veio para trazer uma qualidade muito boa para a avicultura com todos os tipos de ração ou densidade nutricional”, pontuou.

Ele salienta o corpo técnico atualizado e altamente especializado para ajudar no melhor resultado em campo. “Estamos muito seguros com estes resultados. Este é um produto com muitas vantagens. É um animal superior”.

Fonte: A.I.

LEIA TAMBÉM:

Contínua valorização do milho afeta pecuaristas

Ourofino abre inscrições para programa de estágio

SP realiza Fórum sobre retirada da vacinação contra Febre Aftosa

avicultura

Cargill destaca a importância de fitogênicos na avicultura

JBS

JBS investe R$ 1,85 bilhão em nova fábrica de alimentos