in

CNA discute ações para aquicultura

Primeira reunião do ano ocorreu na sexta-feira (13) e teve como foco novas iniciativas do colegiado

foto: reprodução

A Comissão Nacional de Aquicultura da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) realizou a primeira reunião de 2022 na sexta-feira (13). O novo presidente da Comissão, Francisco Hidalgo Farina, e o vice, Tom Prado, foram apresentados aos participantes.

“Temos uma responsabilidade enorme pela frente. Vamos dar continuidade ao trabalho que já vinha sendo feito e batalhar pelo desenvolvimento da cadeia, atendendo às demandas de todos que estão envolvidos, sejam produtores de peixe, pescado, moluscos ou camarão”, afirmou o presidente Francisco Farina.

O encontro teve como objetivo as definições das ações do colegiado. A coordenadora de Produção Animal da CNA, Lilian Azevedo Figueiredo, explicou o plano de ação para este ano e as atividades realizadas até o momento.

Entre as principais ações para 2022 estão: revogação da IN 04/2014 (nota fiscal do pescado); regulamentação da agroindústria de pequeno porte para o beneficiamento do pescado; e simplificação do modelo de licenciamento ambiental para aquicultura.

O consultor técnico da Comissão de Aquicultura, Eduardo Ono, fez uma apresentação sobre os resultados preliminares da parceria entre CNA e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura no Brasil (FAO) para a regulamentação de padrões mínimos de qualidade de rações para a aquicultura no Brasil.

Eduardo Ono também mostrou um panorama do mercado e conversou sobre as perspectivas macroeconômicas para o setor aquícola. Ele trouxe dados relacionados à produção, consumo e comércio mundiais. Além disso, destacou os principais fatores que afetam a competitividade do País: insumos, custos logísticos, eficiência produtiva, mercado e custo Brasil.

Fonte: CNA, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

MAPA aponta dicas para compra de pescados

Agro brasileiro amplia exportações durante mês de março

13⁰ Simpósio Técnico da ACAV anuncia nova data

Preços dos ovos se estabilizaram na última semana

soja

Estimativa aponta safra recorde de 261 milhões de toneladas