in

China libera desembarque de carne bovina brasileira

Contudo, iniciativa tem como foco proteína certificada antes de 4 de setembro

Após confirmação de dois casos da doença da “vaca louca” e das restrições levantadas pela China, país asiático libera desembarque de carne bovina brasileira certificada antes de 4 de setembro. Iniciativa pode ser vista como sinal positivo para futuras negociações e reabertura de mercado.

A autorização, realizada nesta segunda-feira (22), foi confirmada pela Administração Geral de Alfândegas da China (GACC, na sigla em inglês). Perante o período de chegada da proteína, o mês de setembro, é referente à quando passou a valer a suspensão provocada pela confirmação dos casos, um em Minas Gerais e outro no Mato Grosso.

Vale ressaltar que, o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA) voluntariamente cessou os embarques à China, seguindo o protocolo bilateral para a ocorrência de casos da doença. Neste cenário, os frigoríficos temiam pelas cargas de carne bovina que estavam certificadas antes do embargo.

Fonte: Valor Econômico, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Preços dos ovos apresentam recuo em São Paulo

Médico veterinário alerta sobre mastites

Palestra da JINC aborda carne cultivada

Polinutri participa da 33ª Reunião Anual do CBNA

Embrapa organiza evento sobre Agricultura Digital