in

China deve habilitar novos frigoríficos

Anúncio deve ocorrer no intervalo de dias, segundo a ministra

Anúncio deve ocorrer no intervalo de dias, segundo a ministra

A China deve habilitar novos frigoríficos brasileiros para fornecerem carne àquele país. Em compensação, o Brasil vai importar pera chinesa. O anúncio foi feito pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Tereza Cristina.

“Muitas coisas estão caminhando com muita celeridade. Temos mais habilitações que devem acontecer no intervalo de dias entre a visita do presidente Bolsonaro à China e a visita do presidente Xi Jinping ao Brasil”, afirmou Tereza Cristina.

A ministra destacou a importância da continuidade das conversas entre maio e outubro deste ano. “Tivemos alguns avanços. A viagem de maio foi importantíssima para uma abertura maior entre o Ministério da Agricultura e o GACC (aduana chinesa)”, disse a ministra.

Hoje, segundo ela, o mercado de carnes está em ebulição no país asiático. “A necessidade é muito grande. Então, aqueles frigoríficos que estão preparados com os protocolos para exportar para China terão oportunidade, tamanha é a necessidade e a vontade de importar carne do Brasil”, afirmou.

Tereza Cristina reforçou ainda a importância das parcerias entre o Brasil e a China – um país que precisa alimentar 1,4 bilhão de pessoas. “O que o nos foi dito ontem, com muita propriedade, é que eles têm a necessidade (de alimentos), porque estão colocando no mercado de consumo mais de 300 milhões de pessoas. Isso é um outro Brasil que precisa ser alimentado dentro da China. Nós temos de aproveitar essa oportunidade, entregando o que eles querem: volume, alimento de qualidade e preços que possam estar ajustados aqui no mercado chinês”, completou.

Fonte: MAPA, adaptado pela equipe feed&food.

23ª Rodada Goiana de Suinocultores acontece em novembro

MAPA anuncia medidas para monitorar pescado nordestino