in

China deve avaliar documentação nos próximos dias

Detecção da EEB, segundo Tereza Cristina, demonstra eficácia da inspeção

Detecção da EEB, segundo Tereza Cristina, demonstra eficácia da inspeção

“Isso é uma coisa comum e mostra que o serviço de inspeção brasileiro está funcionando”, explica a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Tereza Cristina, sobre o caso de Encefalopatia Espongiforme Bovina (EEB) detectado no Mato Grosso, na última semana. De acordo com a gestora da Pasta, a exportação para a China, que está suspensa desde a segunda-feira (03), deve ser avaliada pelas autoridades do país nos próximos dias.

A ministra pontua que somente no último ano “mais de 20 países tiveram uma ocorrência como essa”. A decisão de suspender os certificados sanitários para a China partiu do próprio ministério, como forma de cumprir os acordos de sanidade com o país. Tereza Cristina também lembrou que a OIE abriu o processo na última sexta-feira (31) e já encerrou na segunda-feira (03), sem pedidos complementares.

“Enfim, é uma coisa absolutamente normal, estamos esperando a China nos próximos dias nos pedir para tirar a suspensão. Foi uma suspensão feita pelo Brasil”, destaca a ministra, que avalia situação como não prejudicial para o comércio com o país asiático.

De acordo com a ministra a China é o único país que exige suspensão temporária quando detectado caso atípico de EEB. “Por isso vamos conversar no futuro sobre um novo protocolo”, afirma.

Fonte: MAPA, adaptado pela equipe Feed&Food.

China deve avaliar documentação nos próximos dias

Próximo Plano Safra incluirá a aquicultura