Patrocinado
EVENTOS

Conteúdo

Ceva participará do Congresso de Ovos 2019

Ceva participará do Congresso de Ovos 2019 Empresa apresenta soluções para controle estratégico da Laringotraqueíte Infecciosa
feedfood
Empresa apresenta soluções para controle estratégico da Laringotraqueíte Infecciosa

O Congresso de Produção e Comercialização de Ovos da Associação Paulista de Avicultura (APA), que acontece de 26 a 28 de março em Ribeirão Preto (SP), terá a participação da Ceva Saúde Animal em um assunto muito pertinente à cadeia avícola.

Para fomentar o debate sobre os principais desafios do segmento, o Gerente de Serviços Veterinários da Ceva, Jorge Chacón participará de um simpósio sobre Controle de Salmonella. O encontro abordará os impactos da enfermidade no setor de postura comercial.

Além disso, a Ceva abordará em seu espaço comercial as “Estratégias e novas tecnologias para o controle das enfermidades respiratórias”, com a participação de dois profissionais com experiência na pesquisa do vírus da Laringotraqueite e autores de várias publicações científicas: Dr. Jorge Chacón, Gerente de Serviços Veterinários da Ceva e Dr. James Guy, professor da Universidade da Carolina do Norte nos Estados Unidos.

ceva-jim guy

James Guy é uma das principais referências científicas do setor avícola mundial. Guy, trabalha com foco na pesquisa sobre o Gallid Herpesvirus 1 (GaHV1), responsável pela Laringotraqueíte Infecciosa (LTI). Sendo, inclusive, autor de diversos trabalhos e capítulos de livros sobre esse tema. No encontro, o pesquisador irá expor relatos e cases de sucessos sobre o controle da doença em vários países do mundo (Foto: reprodução)

“O encontro é altamente relevante para o setor avícola, pois oferece aos profissionais do segmento de postura a oportunidade de atualização técnica. Além disso, o ambiente estimula a troca de experiências e de conhecimentos entre os profissionais em todos os níveis da cadeia produtiva”, afirma o gerente de Produtos da Unidade de Aves da Ceva, Felipe Pelicioni.

Destaques comerciais no Congresso APA. Com alto poder de transmissão, a LTI traz uma série de perdas econômicas para produção avícola. Os prejuízos estão associados às quedas na produção de ovos, além da alta morbidade e mortalidade. Dentre as ferramentas, que podem auxiliar na proteção das aves, estão a melhoria nas condições de ambiência, biosseguridade e a vacinação.

Durante o congresso, a Ceva apresentará aos visitantes sua linha completa de soluções para imunização das aves contra o desafio da Laringotraqueíte Infecciosa. Entre os produtos estão as vacinas Vectormune LT (Marek + Laringotraqueite) e a Vectormune FP LT (Bouba aviária + Laringotraqueite). “Os produtos foram desenvolvidos com alta tecnologia e eficácia, por isso garantem a máxima proteção, sem a necessidade de aumentar o número de manejos e de mão de obra para vacinação. Isso é a tecnologia, traduzida em conveniência e lucratividade”, finaliza Pelicioni.

Fonte: A.I., adaptado pela equipe feed&food.

Patrocinado
Patrocinado