in

Ceva participará do Congresso de Ovos 2019

Empresa apresenta soluções para controle estratégico da Laringotraqueíte Infecciosa

Empresa apresenta soluções para controle estratégico da Laringotraqueíte Infecciosa

O Congresso de Produção e Comercialização de Ovos da Associação Paulista de Avicultura (APA), que acontece de 26 a 28 de março em Ribeirão Preto (SP), terá a participação da Ceva Saúde Animal em um assunto muito pertinente à cadeia avícola.

Para fomentar o debate sobre os principais desafios do segmento, o Gerente de Serviços Veterinários da Ceva, Jorge Chacón participará de um simpósio sobre Controle de Salmonella. O encontro abordará os impactos da enfermidade no setor de postura comercial.

Além disso, a Ceva abordará em seu espaço comercial as “Estratégias e novas tecnologias para o controle das enfermidades respiratórias”, com a participação de dois profissionais com experiência na pesquisa do vírus da Laringotraqueite e autores de várias publicações científicas: Dr. Jorge Chacón, Gerente de Serviços Veterinários da Ceva e Dr. James Guy, professor da Universidade da Carolina do Norte nos Estados Unidos.

ceva-jim guy

James Guy é uma das principais referências científicas do setor avícola mundial. Guy, trabalha com foco na pesquisa sobre o Gallid Herpesvirus 1 (GaHV1), responsável pela Laringotraqueíte Infecciosa (LTI). Sendo, inclusive, autor de diversos trabalhos e capítulos de livros sobre esse tema. No encontro, o pesquisador irá expor relatos e cases de sucessos sobre o controle da doença em vários países do mundo (Foto: reprodução)

“O encontro é altamente relevante para o setor avícola, pois oferece aos profissionais do segmento de postura a oportunidade de atualização técnica. Além disso, o ambiente estimula a troca de experiências e de conhecimentos entre os profissionais em todos os níveis da cadeia produtiva”, afirma o gerente de Produtos da Unidade de Aves da Ceva, Felipe Pelicioni.

Destaques comerciais no Congresso APA. Com alto poder de transmissão, a LTI traz uma série de perdas econômicas para produção avícola. Os prejuízos estão associados às quedas na produção de ovos, além da alta morbidade e mortalidade. Dentre as ferramentas, que podem auxiliar na proteção das aves, estão a melhoria nas condições de ambiência, biosseguridade e a vacinação.

Durante o congresso, a Ceva apresentará aos visitantes sua linha completa de soluções para imunização das aves contra o desafio da Laringotraqueíte Infecciosa. Entre os produtos estão as vacinas Vectormune LT (Marek + Laringotraqueite) e a Vectormune FP LT (Bouba aviária + Laringotraqueite). “Os produtos foram desenvolvidos com alta tecnologia e eficácia, por isso garantem a máxima proteção, sem a necessidade de aumentar o número de manejos e de mão de obra para vacinação. Isso é a tecnologia, traduzida em conveniência e lucratividade”, finaliza Pelicioni.

Fonte: A.I., adaptado pela equipe feed&food.

Equipe da Cobb-Vantress marca presença na IPPE

Salmonela e o controle integrado na cadeia produtiva