Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

CDIAL Halal destaca “Excelência em Qualidade” em evento

feedfood
unnamed 20

Na 4ª edição do Fórum Econômico Brasil & Países Árabes, que terá como tema “Legado e Inovação” e celebra sete décadas de fundação da Câmara de Comércio Árabe-Brasileira, o diretor da CDIAL Halal, Ahmad M. Saifi levará aos participantes o debate sobre Excelência em Qualidade. 

O evento realizado bianualmente acontece na próxima segunda-feira (04) e contará com a presença de participantes convidados de forma presencial, entre lideranças, especialistas e empresários brasileiros e árabes. Porém os interessados também poderão acompanhar o Fórum de forma virtual e as inscrições podem ser realizadas pelo site do Fórum econômico 2022. 

“A relação comercial entre o Brasil e os países árabes tem se intensificado e consolidado ao longo dos anos. As legislações sanitárias brasileiras e a confiabilidade das empresas certificadoras solidificaram essa relação bilateral, garantindo aos países árabes a qualidade e segurança dos produtos brasileiros”. E o CEO da CDIAL Halal, Ali Saifi, completa: “Além de nos tornarmos um dos maiores exportadores de proteína animal Halal do mundo, o Brasil ainda tem enorme potencial para ser importante fornecedor de produtos aos países árabes em outros segmentos, como cosméticos, produtos industrializados, fármacos, entre outros”. 

E uma das portas de entrada para esse mercado em potencial, que deve movimentar em torno de US$ 5,74 trilhões até 2024, é a certificação Halal. O processo de certificação analisa toda a cadeia, como a matéria-prima, insumos, transporte e armazenamento, para garantir, dentre outras coisas, que não haja contaminação cruzada com produtos ilícitos, como a carne suína. Com a certificação Halal, a empresa poderá atender aos requisitos de consumidores árabes e muçulmanos ou ainda de outros mercados que busquem produtos comprovadamente saudáveis e rastreados. 

Além disso, a certificação abre possibilidades de atingir novos mercados, com aumento da credibilidade dos produtos que obtiverem o selo Halal, assim, melhorando a vantagem competitiva da empresa em todo o mundo. 

“O mercado islâmico conta hoje com quase dois bilhões de pessoas instaladas em várias partes do mundo e, para atender a este mercado que cresce a cada ano, é preciso que a empresa obtenha a certificação Halal para provar que o produto atende à jurisprudência islâmica, ou seja, lícito (sem procedência suína ou incidência de álcool)”, analisa o executivo. 

Sobre o Fórum  

O evento acontece das 8h às 17h30, no Hotel Renaissance, em São Paulo. Dentre as discussões propostas, temas como: “Um Mundo em Constante Transformação”, “Integração Econômica para a Competitividade de Investimentos”, “Governança Corporativa nas Operações Internacionais” e “Conexões que Mudam o Mundo”. Haverá tradução simultânea dos conteúdos para os idiomas português, inglês e árabe, tanto presencialmente como online. 

Fonte: A.I, adaptado pela equipe feed&food. 

LEIA TAMBÉM:

MAPA aponta dicas para compra de pescados

Agro brasileiro amplia exportações durante mês de março

13⁰ Simpósio Técnico da ACAV anuncia nova data

Patrocinado
Patrocinado