Patrocinado
BOVINOCULTURA

Conteúdo

Carne bovina e leite podem auxiliar no tratamento de câncer

De acordo com especialistas, nutriente encontrado pode combater as células cancerígenas
feedfood
Foto: reprodução

Um nutriente encontrado em carne e laticínios de animais de pastagem, como as vacas e as ovelhas, pode combater as células cancerígenas, afirma a identificação de uma pesquisa realizada pela Universidade de Chicago, nos Estados Unidos.

De acordo com o estudo, o ácido transvacênico (TVA), ácido graxo encontrado nas carnes desses animais, melhora o desempenho da célula T CD8 +, responsável por matar as células cancerígenas ou infectadas no corpo humano.

Os testes, inicialmente, foram realizados em camundongos de laboratório, e a partir dos resultados preliminares foi constatado que os animais alimentados com a dieta enriquecida em TVA apresentaram uma redução significativa do crescimento tumoral de melanoma e células de câncer de cólon.

FOTO: REPRODUÇÃO
Nutriente da carne bovina e do leite pode auxiliar no tratamento de câncer (FOTO: REPRODUÇÃO)

Em seguida, a experiência foi replicada em amostra de sangue humano de pacientes com leucemia e novamente verificou-se a eficiência dos nutrientes, que funcionam como medicamentos imunoterápicos, para matar as células cancerígenas.

Segundo os dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), no Brasil o consumo de carne aumentou em 11,6% este ano, quando comparado com o valor registrado no ano passado, em 2022.

O professor responsável pelo estudo, Jing Chen, ainda afirmou que embora o resultado tenha sido positivo, ingerir mais carnes de vaca ou ovelha não trará efeito aos pacientes. A equipe sugere que desenvolver suplementos dietéticos ricos em TVA pode ser uma alternativa mais segura para absorver o nutriente.

Fonte: Globo Rural, adaptado pela equipe FeedFood.

LEIA TAMBÉM:

PIB do agro tem avanço acumulado de 0,5% em 2023

Ações brasileiras são destaque nas Conferências da FAO

Uso de tanino reduz emissão de GEE em 17% na pecuária