Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

Cargill lança solução que reduz teores de gorduras

Cargill lança solução que reduz teores de gorduras Produto utiliza tecnologia desenvolvida na Unicamp
feedfood
Produto utiliza tecnologia desenvolvida na Unicamp

Em consonância com a crescente tendência pela busca de produtos mais saudáveis, a Cargill lança mais um produto em sua linha de gorduras: Lévia+c. Utilizando uma tecnologia desenvolvida em parceria com a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), a nova gordura permite a redução dos teores de gorduras saturadas em sorvetes, cremes e bebidas lácteas, proporcionando cremosidade, consistência e textura ideais ao produto acabado.

Lévia+c chega ao mercado como uma alternativa mais saudável e competitiva para a substituição das gorduras tradicionais. Com um conteúdo de apenas 35% de saturados e um teor máximo de gordura trans em 2%, Lévia+c apresenta a mesma estrutura física de uma gordura tradicional, por isso permite uma significativa redução no teor de gordura saturada no produto acabado. De acordo com Fernanda Toledo, gerente da categoria Óleos e Gorduras da Cargill, “o principal benefício para o consumidor final é a redução de saturados em percentuais ao redor de 30%, a depender do tipo de produto, além de ótimas características sensoriais”.

Ainda sobre o fácil manuseio e homogeneização durante o processo de produção de sorvetes, Lévia+c favorece a emulsão e mantém a cremosidade dos produtos, além de possuir cristalização estável, excelente estabilidade térmica e resistência ao calor, o que evita um rápido derretimento do sorvete durante o consumo.

“O sorvete possui uma estrutura bastante complexa e sensível, é extremamente delicado e não existe apenas um ingrediente para cada função. A combinação e interação entre estes ingredientes promove uma estruturação adequada, por isso a escolha de cada componente deve ser minuciosa e criteriosa. Aliando nossa expertise com o conhecimento científico da UNICAMP, queremos proporcionar o que há de melhor e mais funcional aos nossos clientes e seus consumidores finais”, explica Fernanda.

Fonte: A.I., adaptado pela equipe feed&food.

Patrocinado
Patrocinado