in

Canadá habilita plantas suinícolas brasileiras

As três primeiras unidades estão localizadas no Estado de Santa Catarina

suinos
Reprodução

Ao apresentar novos olhares aos produtos brasileiros, Canadá confirma habilitação de três primeiras plantas frigoríficas de carne suína. A informação foi repassada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), nesta terça-feira (14).

De acordo com a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), as unidades estão localizadas no Estado de Santa Catarina e correspondem a duas plantas da Seara Alimentos, de Itapiranga e de São Miguel do Oeste, e uma da Cooperativa Central Aurora, de Chapecó. 

“A habilitação destas primeiras plantas vem em um momento importante para o setor produtivo, diante das dificuldades enfrentadas com as altas dos custos de produção e a necessidade de incrementar as vendas internacionais de carne suína. É um resultado do trabalho de excelência desempenhado pelo Ministério da Agricultura. Há expectativa de que, em breve, novas plantas sejam habilitadas”, analisa o presidente da ABPA, Ricardo Santin.

O país, reconhecido como o terceiro maior exportador global de carne suína (em 2021, exportou 1,5 milhão de toneladas), também é comprador relevante no mercado internacional. Em média, o Canadá importa 250 mil toneladas da proteína anualmente.

Para o Diretor de Mercados da ABPA, Luis Ruas, “com as novas habilitações, deveremos embarcar em breve produtos para este mercado de alto valor agregado, que demanda produtos premium, especialmente barriga e costela”.  “Vamos focar em suprir lacunas não atendidas, em complementariedade à produção local”, finaliza.

Fonte: ABPA, adaptado pela equipe feed&food. 

LEIA TAMBÉM:

MAPA aponta dicas para compra de pescados

Agro brasileiro amplia exportações durante mês de março

13⁰ Simpósio Técnico da ACAV anuncia nova data

Embarques de carne suína crescem 11,9%

Receita das exportações de carne bovina cresce 55,9%

Novo Código de Conduta é lançado pela ABPA