in

Brasil e Paraguai debatem sobre criação de tilápia em Itaipu

A capacidade de produção de peixe no reservatório é de 400 mil toneladas por ano

64691409 0300 43ea 91e8 23171342c36a
REPRODUÇÃO

A fim de ampliar a produção de tilápia, Brasil e Paraguai debatem sobre autorização para criar o pescado na Usina Hidrelétrica de Itaipu. Segundo a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Tereza Cristina, assunto é de grande importância e relevância para os produtores brasileiros e paraguaios.

O tema foi debatido durante encontro do presidente Jair Bolsonaro e o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, que também contou com a participação da ministra e do secretário de Aquicultura e Pesca do Mapa, Jorge Seif Jr. Ação ocorreu na quarta-feira (24).

De acordo com dados da Agência Nacional de Águas (ANA), a capacidade de produção de peixe no reservatório da Usina Hidrelétrica de Itaipu é de 400 mil toneladas por ano. Contudo, atualmente o cultivo de tilápias em tanques no reservatório de Itaipu não é permitido pela legislação do Paraguai.

“Isso é desenvolvimento, isso é trabalho para os produtores tanto do lado brasileiro quanto do lado paraguaio”, afirma a ministra ao destacar a liberação e informar que a legislação brasileira já permite a produção de tilápia e que o Brasil vai realizar um seminário em fevereiro do ano que vem com parlamentares e produtores do Paraguai para possibilitar “um grande entendimento sobre esse investimento que será importantíssimo para os dois países amigos”.

Fonte: MAPA, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Confinamento de gado cresce 25,8% em 2021

Produção de soja nacional deve agregar valor

Relação entre Brasil e Rússia é motivo de comemoração

LEITE

Preço do leite pago ao produtor sofre novo recuo

bezerro

Carrapatos podem interferir na rentabilidade da bovinocultura