Patrocinado
MERCADO

Conteúdo

Brasil deve potencializar entrada no mercado islâmico

feedfood
hotel arabe

Após participação à Gulfood 2023, Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) estima negócios milionários. Iniciativa, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), teve como objetivo aproximar empresas brasileiras do mercado islâmico.

Como destaca a ABPA, o evento, que ocorreu entre os dias 20 e 24 de fevereiro, em Dubai, contou com dezenas de agroindústrias nacionais, o que deve gerar mais de US$ 750 milhões em negócios nos próximos doze meses. Nos cinco dias de encontro, frentes de aves, ovos e suínos venderam cerca de 50 milhões.

Para a edição de 2023, a área destinada para o setor produtivo brasileiro contou com incremento de 20% de área – uma infraestrutura superior a 450 metros quadrados. Neste espaço, foram abrigadas 22 agroindústrias do setor, como Aurora Alimentos, Avenorte, Avivar, Bello Alimentos e BRF.

“O espaço da ABPA foi bastante concorrido nesta que foi a nossa décima sétima participação na Gulfood. Diante de um quadro internacional de pressão sobre o comércio internacional de alimentos, importadores de todo o mundo reforçaram sua convicção na capacidade brasileira de apoiar a demanda mundial por carne de frango. Este foi um comportamento notável nos encontros que tivemos durante os cinco dias do evento e reforçam as expectativas de um ano positivo para a avicultura e a suinocultura do Brasil”, analisa o presidente da ABPA, Ricardo Santin.

Fonte: ABPA, adaptado pela equipe Feed&Food.

LEIA TAMBÉM:

Projeto piloto visa conservação de grandes felinos e proteção de rebanhos bovinos

Produção sem antibióticos: o que extrair do exemplo europeu?

Caso de ‘vaca louca’ não afeta mercado de consumo

Patrocinado
Patrocinado