in

Ascensão da classe média chinesa deve potencializar consumo de carne bovina brasileira

Assunto foi pautado durante segundo dia do Encontro de Confinamento e Recriadores

evento dia 2

Wellington Torres, de Ribeirão Preto

[email protected]

Em continuidade à programação especial, segundo dia do Encontro de Confinamento e Recriadores inicia agenda com apresentação do Diretor-Fundador da empresa, Alcides Torres. Evento híbrido irá até quinta-feira (19), em Ribeirão Preto, com Dia de Campo em Barretos, na sexta-feira (20).

Durante a apresentação focada em mercado, que abre o Bloco 03, Torres pautou mudanças no rendimento da moeda nacional, produção interna, pandemia, exportação, conflito entre Ucrânia e Russia e relação Brasil/China, que ganhou destaque.

Segundo o profissional, o país asiático é o maior parceiro comercial de 180 países. “Não é sobre uma política com o Brasil, mas sim com o Globo Terrestre. Os chineses não querem mais passar por um período de robusta fome, como ocorreu em governos anteriores”, destacou Torres, ao mencionar a crescente aquisição por carne bovina nacional.

Neste cenário, a apresentação que também contou com participação da Analista de Mercado, Thayná Drugowick de Andrade e do Coordenador da Equipe de Inteligência de Mercado da empresa, Felipe Fabbri – ambos também da Scot Consultoria – reforçou que a relação entre os países segue com boas expectativas, representadas por incremento em importação do produto.

“Caiu no gosto do chinês o consumo de carne bovina. No ano passado houve um aumento de 6% nas importações gerais do país pela proteína, para este ano, estima-se 10%”, refletiu Fabbri, ao pontuar o Brasil como principal fornecedor, o que deve render em 2022 um bom desempenho setorial.

Para Alcides Torres, movimentação está atrelada às mudanças sociais chinesas, principalmente ao que diz respeito ao crescimento da classe média. “Quando ela cresce [classe média], aumenta o consumo de alimentos e a diversidade do consumo de alimentos”, explicou.

O terceiro bloco também contou com palestras apresentadas por Pedro Bordon Neto, da Frigol (Exportação), e Fabiano Alves Tavares, da Fazendo Pontal (Gestão de Risco). Para a parte da tarde, com início do Bloco 04 e foco em confinamento, com o tema ‘O olhar do Gestar’, os palestrantes Marcos Flávio Teixeira Pereira, da Frisa (Planejar, planejar e planejar), Rogério Fonseca Guimarães Peres, da Agropecuária Nelore Paranã (Estratégias de gestão), Daniel Pagotto, da TRATTO (O que importa é o legado) e Alexandre Bueno de Oliveira, da Fazenda Conforto (Gestão dos indicadores). Dia também contará com coquetel após palestras.

LEIA TAMBÉM:

MAPA aponta dicas para compra de pescados

Agro brasileiro amplia exportações durante mês de março

13⁰ Simpósio Técnico da ACAV anuncia nova data

fertilizantes ff

CNA e Mapa orientam produtores sobre compra de fertilizantes

imagem

Vaccinar estará presente na 14º edição do SINSUI