in

Apesar da demanda firme, avicultura paulista segue receosa

Vendedores temem diminuir ainda mais a competitividade da proteína

avicultura

Após quedas, cotações do frango abatido inteiro voltaram a subir no início de setembro, como destaca o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP. Ação tem renovado as máximas nominais da série do Cepea em algumas praças.

Segundo pesquisadores do Centro de Estudos, os avanços estão atrelados ao reaquecimento na ponta final e ao repasse dos consecutivos aumentos nos custos de produção nas granjas. “Além dos elevados patamares dos insumos de alimentação, agora, há também fortes aumentos nos custos com a energia elétrica”, destaca.

Perante o mercado de cortes e miúdos, o Cepea aponta que as valorizações do inteiro não foram integralmente repassadas aos demais produtos. “Apesar da demanda mais firme por conta do período de início de mês, vendedores estão receosos em elevar drasticamente os preços, temendo diminuir ainda mais a competitividade da carne de frango frente às substitutas (bovina e suína)”.

Fonte: Cepea, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Grupo Bayer no Brasil terá primeira mulher presidente

J.A Saúde Animal comunica falecimento de Diretor-Executivo

BRF reduz em 4% consumo de água e economiza 473 milhões lt

Exportações de carne de frango cresceram em agosto

Livro destaca papel do agro brasileiro na economia mundial