in

APAS ressalta custo-benefício da carne suína para o Natal

Proteína tem se caracterizado como alternativa às carnes bovinas

Ao se pensar nas comemorações de encerramento de ano, mesas fartas e variadas ganham destaque. Contudo, como aponta estudo da Associação Paulista de Supermercados (APAS), altos e baixos do mercado produtivo faz com que consumidores tenham que pensar mais em quais proteínas escolher.

Segundo o material divulgado, a carne suína é uma opção econômica para compor o jantar de Natal ou mesmo a ceia de ano novo. “Com deflação acumulada de 6,36% no ano e de 6,65% nos últimos 12 meses, os cortes suínos têm se caracterizado como alternativa às carnes bovinas, que mesmo com deflação de 0,68% em novembro, acumulam alta de 12,28% este ano”.

Ao que se refere às aves características da época, a Associação destaca que o peru deflacionou 12,74 % no acumulado do ano. Porém, o aumento da procura nesta época do ano ainda pode elevar os preços no segmento.

“O frango, em virtude do alto preço da carne vermelha, dos elevados custos das commodities utilizadas como ração animal e do aumento no valor da energia elétrica – importante insumo da avicultura, apresenta elevação de 33,87% em relação ao Natal do ano passado, mas ainda é uma opção atrativa por ser um produto mais em conta que o Chester e o Peru”, alerta a APAS.

Fonte: APAS, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Suinocultura deve encerrar ano com bons números

Avicultura se mostra robusta em produção, exportação e consumo

FAESP comemora fim de embargo chinês à carne bovina

Embalagens

Polinutri anuncia nova identidade visual

Rappi01 AngeloDalBo

Atenta ao Natal, BRF anuncia parceria com Rappi