in ,

Alta no preço de insumos reflete na avicultura

Segundo Cepea, produtores elevam o valor do produto na tentativa de limitar as perdas

foto: reprodução

Os insumos em frequente crescente reflete no setor produtivo. O preço do milho e farelo de soja que são fundamentais para a fabricação de ração e outros alimentos para os animais estão em alta, com isso, produtores sentem a pressão na hora de cotar seus produtos. Segundo colaboradores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), muitos avicultores têm elevado os preços de venda do frango vivo, justamente na tentativa de repassar os frequentes reajustes nos custos de produção e, dessa forma, limitar as perdas nas margens. 

Ainda de acordo com pesquisadores do Centro de Pesquisa, “a procura de frigoríficos por novos lotes de frango está firme, tendo em vista a aquecida demanda pela carne do animal. Além disso, as exportações da proteína vêm apresentando bom desempenho neste mês”.

“No caso dos insumos, segundo levantamento da Equipe Grãos/Cepea, a oferta limitada de milho tem elevado as cotações do cereal. Para o farelo de soja, os preços registram aumentos mais intensos, refletindo a firme demanda doméstica e o expressivo aumento na procura externa pelo produto brasileiro. As valorizações do derivado também estão atreladas à menor oferta de soja na América do Sul e, consequentemente, à diminuição no volume de esmagamento” conclui.

Fonte: Cepea, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Conflito em leste europeu impacta setor suinícola brasileiro

Período de vacinação contra febre aftosa começa em maio

Ceva alerta produtores sobre Pleuropneumonia Suína

22º SBSA acontecerá em abril e discutirá novas estratégias

22º SBSA acontecerá em abril e discutirá novas estratégias

Ceva alerta sobre Pneumonia Enzoótica Suína