in

Agro brasileiro se destaca na oferta de alimento ao mundo

Segundo estudo da Embrapa, setor alimenta 800 milhões de pessoas

De extrema importância para a alimentação mundial, o Brasil segue se destacando como grande produtor. Como prova disso, a participação do País no mercado externo de alimentos saltou de 20,6 bilhões para 100 bilhões de dólares, nos últimos dez anos.

De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), responsável pelo recente estudo chamado “O Agro brasileiro alimenta 800 milhões de pessoas”, que apresenta tais informações, “a contribuição do Brasil para o abastecimento mundial deverá aumentar ainda mais nos próximos anos”.

De autoria de Elisio Contini e Adalberto Aragão, o material já se encontra disponível no sistema Agropensa e adotou um método que considera a produção de grãos e oleaginosas – alimentos básicos de amplas populações no mundo e também considerados básicos para a produção de proteína animal-, para quantificar quanto o agro brasileiro contribui para a alimentação de pessoas no Brasil e no mundo.

“É importante conhecer a contribuição do Agro Brasileiro na disponibilidade de alimentos para a sociedade brasileira e para o mundo. Em termos de pessoas alimentadas, em manifestações de autoridades e trabalhos técnicos os números variavam de 1 a 1,5 bilhões de pessoas. Decidimos checar estes números, partindo da produção de grãos e oleaginosas do Brasil em relação à mundial”, explica o pesquisador Elísio Contini.

Ainda segundo os autores, a “hipótese é de que os grãos e as oleaginosas vêm sendo a base   da alimentação humana, para consumo direto das pessoas, alimentos processados ou como insumo para ração para a produção das principais carnes”.

Para ler o material completo, clique aqui.

Fonte: Embrapa, adaptado pela equipe feed&food.

ACSURS pauta aumento de ICMS na saída de suínos vivos

CARNE

Minerva Foods mantém parceria com projeto social