in ,

Agrifirm lança linha de aditivos no Brasil

Ação faz parte da estratégia de expansão da companhia no País

Referência no mercado global de nutrição animal, a multinacional Agrifirm acaba de lançar no Brasil a sua marca de aditivos funcionais nesta última quarta-feira (21).

Fundada na Holanda e com filiais na Ásia, América do Sul e Europa, a Agrifirm adquiriu duas empresas brasileiras nos últimos seis anos e lançou a sua marca para o mercado brasileiro em 2019, contribuindo localmente com a sua visão de construir uma cadeia alimentar responsável para as gerações futuras, através de soluções em nutrição animal com valor mensurável, relevante e sustentável, desde o campo até a indústria. Com a chegada da nova linha de aditivos no país, a Agrifirm pretende triplicar os seus negócios localmente até 2024, e se tornar uma referência para o mercado brasileiro.

Com o slogan “Nós cultivamos ideias”, a linha de aditivos se chama Agrimprove e utiliza a ciência para aprimorar continuamente a produção de proteína alimentar e, junto com a agroindústria, oferecer alimento de qualidade para a crescente população mundial. Desenvolvida com tecnologia de ponta e com a expertise global da empresa, a gama de aditivos funcionais da Agrimprove conta com adsorventes de micotoxinas, fibras funcionais e ácidos orgânicos.

O diretor a Agrifirm LATAM, John Dortmans, afirma que empresa está otimista com o lançamento da marca no Brasil, porque a partir dela será possível unir a força do agronegócio nacional com as soluções inovadoras e tecnológicas da Agrifirm, que fornecem eficiência e crescimento sustentável, beneficiando toda a cadeia de alimentos. “Sabemos que somente o conhecimento aliado à inovação é capaz de levar soluções sustentáveis com alto valor agregado para o mercado, e a nossa nova linha de aditivos funcionais irá maximizar os resultados dos nossos clientes, elevando os níveis de produtividade, qualidade do produto final e bem-estar animal, otimizando a performance zootécnica”, salienta. O diretor ainda ressalta que o lançamento da marca se encaixa perfeitamente na estratégia “Better Together” (Juntos somos melhores) da empresa, pois reúne o know-how de todas as divisões de negócios do grupo e coloca à disposição dos clientes da empresa.

O diretor comercial a frente da linha de aditivos da Agrifirm na América Latina, Ricardo Suzaki, cita que um dos interesses em trazer a nova linha para o Brasil é o protagonismo que o país exerce na produção de alimentos. “Nós da Agrifirm acreditamos que o Brasil chegou a esse patamar com a tecnologia e a competência dos produtores. Com a Agrimprove, eles podem otimizar ainda mais seus resultados, elevando a produtividade e qualidade dos alimentos”, explica. O profissional pontuou que, em linhas gerais, o setor caminha em busca da máxima eficiência utilizando cada vez menos recursos, focando na produção sustentável – uma demanda que parte também dos clientes, uma tendência para o futuro a partir de uma visão holística.

Além disso, o diretor cita que o Brasil será um ponto de distribuição da Agrimprove para os países mais próximos na América Latina. Para ele, o uso de aditivos é uma maneira de suprir o aumento da demanda por alimentos e, além disso, vai de encontro com a necessidade dos produtores e da indústria em elevar a produção de maneira sustentável.

O lançamento da Agrimprove faz parte de uma série de inovações desenvolvidas pela Agrifirm localmente. Até o momento, mais de 20 produtos já foram lançados nas linhas de nutrição e aditivos, além dos novos lançamentos que estão previstos ainda para esse ano. A nova linha é composta por soluções que auxiliam na saúde, crescimento, produtividade e bem-estar animal.

Devido à pandemia do COVID-19 o lançamento da marca Agrimprove foi realizado por meio de um evento virtual. Um dos convidados especiais do encontro foi o vice-presidente executivo do Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações), Ariovaldo Zani, que apresentou a palestra “Perspectivas do mercado de nutrição animal no cenário pós COVID-19”.

Fonte: A.I.

avicultura

Avicultores defendem cota de exportação de grãos

China identifica traços de Covid-19 em embalagem brasileira