in

Absorção de vitamina D é foco de lançamento da DSM

PX Hy•D® Swine garante absorção mais rápida, eficiente e segura da vitamina

A DSM, empresa global baseada em ciência para Nutrição, Saúde e Vida Sustentável, lança o PX Hy•D® Swine 200, tecnologia que permite alta absorção e aumento dos níveis sanguíneos de vitamina D (25-Hidroxivitamina D3) nos suínos. A nova proposta do premix traz ao mercado da suinocultura versatilidade e facilidade, otimizando o tempo de pesagem através do uso da dosagem única de 200g de premix por tonelada de ração, que pode ser aplicada a qualquer fase produtiva.

O PX Hy•D® Swine 200 otimiza a saúde e a produtividade de matrizes suínas, resultando no fortalecimento ósseo e incremento na imunidade de plantel. “A suplementação com a tecnologia da DSM possibilita um retorno econômico significativo ao suinocultor graças à melhoria de desempenho ao longo da vida produtiva do animal, bem como na maior longevidade das fêmeas por conta da diminuição dos problemas locomotores”, afirma Adsos Passos, Gerente Técnico Suínos da DSM na América Latina.

Para expressar seu potencial genético e produzir leitões saudáveis, as fêmeas de alta produtividade exigem suporte nutricional adequado, incluindo vitaminas e minerais. O PX Hy•D® Swine 200 contém 25-OH-D3 possibilitando uma absorção direta da vitamina para a corrente sanguínea.

O PX Hy•D® Swine 200 (25-OH-D3) é um metabólito da vitamina D3 de alta absorção. Além da mais rápida assimilação pelo animal, essa tecnologia é mais eficiente e segura em termos metabólicos.

Estudos recentes demonstram que o uso de PX Hy•D® Swine 200 eleva os níveis séricos de vitamina D, resultando na maior produção de leitões nascidos vivos e aumento de peso ao desmame. Já está comprovado que Hy-D® é a forma mais biodisponível de vitamina D que garante alta eficiência de assimilação do metabólito 25-OH-D3, o que melhora a condição corporal e óssea do animal. “Fêmeas de alta produtividade e suínos com alto potencial de desempenho demandam uma ótima nutrição vitamínica. Dessa forma se aumenta o ganho produtivo das granjas e a qualidade da carne que vai à mesa dos consumidores”, finaliza Adsos.

Fonte: Embrapa, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Webinar: Estratégias para melhorar a higiene e segurança na cadeia alimentar

Forte demanda e baixa oferta impulsionam preços do ovo

Rentabilidade com aviário eficiente é tema de live da Plasson

07 hábitos que elevam eficácia dos confinamentos