in

Abril marca retomada de preços na suinocultura

Mudança está ligada ao animal vivo e à carne negociada no atacado

Após baixas ao longo do mês de março, preços dos suínos demonstram alta em abril. Mudança está ligada ao animal vivo e à carne negociada no atacado, que apresentam forte movimento de recuperação na primeira metade do mês.

Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP no caso do animal vivo, as altas são verificadas no mercado independente de todas as regiões acompanhadas e estão atreladas à maior demanda por novos lotes para abate por parte da indústria.

“Além de a demanda doméstica por carne suína ter apresentado certo aquecimento, os embarques da proteína in natura seguem intensos neste mês. Quanto à carne, o valor reduzido da proteína favoreceu as vendas na ponta final, permitindo que agentes reajustassem positivamente as cotações no atacado”, pontua o Centro de Estudos.

Fonte: Cepea, adaptado pela equipe feed&food.

bezerro

Preços do boi e do bezerro são recordes e seguem em alta

Agroceres PIC salienta foco no bem-estar animal