in

ABPA participará de feira sobre importação chinesa

CIIE definirá planejamento de compras para os próximos cinco anos

CIIE definirá planejamento de compras para os próximos cinco anos

Para fomentar novos negócios de exportação, a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), participará da China International Import Expo (CIIE 2019). Evento acontecerá entre os dias 05 e 10 de novembro, em Xangai.

Organizada pelo Governo chinês, a CIIE tem como propósito definir o planejamento das importações chinesas para os próximos cinco anos. Tratativas ocorrerão por meio do evento exclusivo e restrito a convidados, onde estarão reunidos importadores chineses e exportadores de diversos países, como o Brasil. 

Nessa edição, a ABPA contará com uma área exclusiva na feira, onde serão apresentadas as marcas setoriais, como a Brazilian Chicken, Brazilian Egg, Brazilian Pork e Brazilian Breeders. A associação também disponibilizará materiais promocionais sobre produção da avicultura, suinocultura, qualidade de produtos, sustentabilidade e status sanitários, assim como empresas realizarão atendimentos a potenciais clientes e importadores.

Segundo o presidente da Associação, Francisco Turra, atual situação chinesa pode potencializar relação entre os países. “A China vive uma disrupção na capacidade de suprir a demanda interna por carne suína, o que tem movimentado todos os segmentos produtivos do comércio internacional de proteína animal.  Como líder mundial nas exportações de carne de frango e quarto maior exportador de carne suína, o Brasil buscará reforçar os laços com o Governo chinês neste evento, ressaltando não apenas sua capacidade de auxiliar a segurança alimentar chinesa, como também para o reforço no suprimento de genética avícola e ovos”, explicou.

De acordo com os dados divulgados pela Associação, o País Oriental importou dentre janeiro e setembro, 395 mil toneladas de carne de frango, e 156,6 mil toneladas de carne suína.

Fonte: ABPA., adaptado pela equipe feed&food.

China pode habilitar novos frigoríficos brasileiros

Resultados do ABC Cerrado são divulgados