in

ABPA manifesta preocupação com preços da soja

Farelo já acumula mais de 60% de elevação dos valores

farelo de soja
Reprodução

Nesta terça-feira (01), a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) manifestou preocupação com a política estabelecida pelo Governo Federal com a redução de 23% na mistura de biodiesel – de B13 (13%) para B10 (10%) – ao longo do ano de 2022. A apreensão setorial está ligada com a potencial redução da oferta de farelo de soja, um derivado do esmagamento do grão direcionado à obtenção de óleo para biodiesel.  

A menor oferta do produto poderá significar aumento nos preços, gerando perda de competitividade e inflação ainda maior para o consumidor, em meio ao momento de maior alta de custos de insumos da história da avicultura e da suinocultura do Brasil.

Vale ressaltar que, o farelo de soja já acumula mais de 60% de elevação nos preços. As porcentagens são assistidas ao longo deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado.

Fonte: ABPA, adaptado pela equipe feed&food.

LEIA TAMBÉM:

Confinamento de gado cresce 25,8% em 2021

Produção de soja nacional deve agregar valor

Relação entre Brasil e Rússia é motivo de comemoração

pos graduacao

Instituto Federal em MG abre inscrições para pós-graduação

FAO aponta nova máxima aos preços dos alimentos