in

ABPA e Apex-Brasil reforçam relação com a China

Segundo analista, participação na CIIE fomentou parceria em prol da segurança alimentar chinesa

Segundo analista, participação na CIIE fomentou parceria em prol da segurança alimentar chinesa

Visando fomentar a relação em ascensão entre Brasil e China, a participação da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), durante a China International Import Expo (CIIE 2019), terminou bem-sucedida. Evento aconteceu entre os dias 05 e 10 de novembro, em Xangai.

Contando pela primeira vez com um espaço exclusivo no evento, a ABPA promoveu as marcas setoriais Brazilian Chicken, Brazilian Egg, Brazilian Pork e Brazilian Breeders, por meio da distribuição de materiais promocionais com informações sobre a qualidade, o status sanitário e a sustentabilidade da avicultura e da suinocultura do Brasil. Associação foi representada pelo analista de relações de mercados da ABPA, Gabriel Morelli.

“Foi uma importante oportunidade para reforçar nosso papel como parceiros em prol da segurança alimentar chinesa, seja com proteína animal como carne de frango, carne suína e ovos, como também com genética avícola de ponta”, ressalta Ricardo Santin, diretor-executivo da ABPA.

A CIIE é organizada pelo Governo chinês e teve como objetivo definir o planejamento das importações chinesas para os próximos cinco anos. A China é a maior importadora de carne de frango e de carne suína do Brasil.  Entre janeiro e outubro, os exportadores brasileiros embarcaram 444 mil toneladas de carne de frango e 183 mil toneladas de carne suína para o País.

Fonte: A.I., adaptado pela equipe feed&food.

Oceana é impulsionada por solução com algas

China habilita novos frigoríficos do Brasil