in

ABCS visa retomada de plano ante PSC

Para isso, Associação pediu apoio do MAPA, por intermédio de ofício

suinos
Para isso, Associação pediu apoio do MAPA, por intermédio de ofício

Por entender como prioridade a necessidade do combate e erradicação da Peste Suína Clássica, Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) protocolou ofício ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) solicitando a retomada e execução do Plano Estratégico Brasil livre de Peste Suína Clássica (PSC). Ação foi confirmada na tarde de quarta-feira (25).

De acordo com o presidente da ABCS, Marcelo Lopes, 2020 foi um ano atípico por conta da Pandemia do novo coronavírus e por isso todos tiveram que se adequar, iniciativa privada e pública. “O que a ABCS está propondo com o ofício é a retomada do grupo de trabalho sobre PSC para na sequência iniciarmos o cumprimento do Plano elaborado pelo MAPA”, apontou o profissional, complementando que a doença continua na ZnL e atuar na região é fundamental.

O presidente ainda reforça que a proposta inicial é realizar uma intervenção de forma regionalizada, a começar pelo Estado de Alagoas. “A ideia é que no projeto piloto, que será em AL, seja realizado a vacinação dos animais, juntamente com a intensificação da vigilância, a capacitação para detecção precoce, o atendimento aos focos e a adequação do controle e fiscalização”, explicou.

No documento encaminhado à Pasta, a Associação explica que a suinocultura brasileira tecnificada representa em torno de 1,93 milhão de matrizes e quase 20 mil suinocultores, números que clamam pela iniciativa.

Fonte: ABCS, adaptado pela equipe feed&food.

Estratégia nutricional é saída em meio às altas

aquicultura

Phibro aborda infecções emergentes em tilápia