in

ABCS lança campanha nacional de consumo da carne suína

Alto do preço da carne bovina gera oportunidade para expandir relação do consumo com a carne suína

A Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS) lançou na última sexta-feira (09) uma campanha nacional para promover a carne suína entre as classes C e D. A campanha“Carne de porco: Bom de preço e bom de prato” tem como embasamento principal o momento de redução de renda e alta no valor da cesta básica que, segundo o IBGE, subiu quase três vezes a inflação e encareceu o acesso à proteína animal. 

Além do aumento do consumo per capita durante o ano de 2020, que se aproxima dos 17 kg, no último semestre, segundo dados levantados pela empresa de inteligência em mercado, Horus, a carne suína cresceu em 80% nas compras no varejo alimentício, indicativos de oportunidade para a carne suína no mercado nacional.

“Esta é a primeira vez que lançamos uma campanha direcionada para açougues, pequenos e médios varejistas, que tem foco em atingir as classes C e D. Adaptamos a estratégia e linguagem porque o momento é oportuno para ocuparmos esse espaço na mesa do brasileiro que ama comer carne e quer ter acesso a uma proteína que caiba no bolso. Há mais de uma década, junto às nossas associações e contribuintes FNDS, damos passos estratégicos para construir significado e ampliar a oferta de cortes da carne suína para os consumidores e estamos avançando. Inauguramos hoje mais uma etapa dessa história de olhar para as necessidades do nosso consumidor de forma integrada junto a cadeia. Estrategicamente a ABCS vai compartilhar a campanha com as associações que compõe o sistema e também frigoríficos e parceiros contribuintes do FNDS numa estratégia de disseminação nacional”, pontua o presidente da ABCS, Marcelo Lopes.  

Estratégia de comunicação.

A campanha irá atuar em diversas frentes midiáticas com mais de 30 peças para PDV, redes sociais e diversas mídias digitais, com uma linguagem visual e popular em conjunto com textos leves e informativos, além de vídeos e um jingle que irão instigar a alternativa suína como a melhor opção para qualquer hora. Todas as peças estão estampadas por um selo de qualidade com o slogan da campanha que traz o termo carne de porco, pensado de forma estratégica para se comunicar com as camadas mais populares de consumidores.

Além de gerar mais identificação, a ABCS aproveita para associar a “carne de porco”, “com a carne suína” trazendo os dois termos sempre juntos e fazendo assim o trabalho de educação que é primordial para a Associação. 

Toda a campanha também conta com pilares de conteúdo baseados em economia, custo-benefício, comparativos de cortes, pratos preparados, um foco especial em churrasco suíno e muito bom humor, engajando todas as associações regionais, estaduais e contribuintes do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Suinocultura (FNDS).

Lançamento da Campanha.

A reunião de lançamento da campanha, o conselheiro da ABCS e vice-presidente da Associação Paulista de Criadores de Suínos (APCS), Olinto de Arruda, elogiou a iniciativa e ressaltou que ela vem em um momento muito oportuno para o mercado e para a suinocultura. Fernando Araújo, diretor financeiro da Associação dos Suinocultores do Estado de Minas Gerais (Asemg), e diretor de mercado da Associação dos Suinocultores do Vale do Piranga (Assuvap), completa afirmando que a campanha acerta na mudança de linguagem para se comunicar com as classes C e D. “Tenho certeza que vai dar muito certo.” 

Fonte: ABCS, adaptado pela equipe feed&food.

tilápia

Amostras são essenciais para identificação de desafios sanitários

ovos

Em alta, preços dos ovos demonstram crescente em abril