in

Vetanco lança e-Book focado em Micotoxinas

Estudo analisa substâncias nas rações e nas matérias-primas

notebook

No dia 30 de março, a Vetanco Brasil realizou o lançamento do e-Book de Micotoxinas: prevalência na América Latina em 2020. Em sua terceira edição, a publicação anual apresenta informações sobre a prevalência de seis micotoxinas encontradas em oito países da América Latina – Argentina, Brasil, Bolívia, Costa Rica, Equador, México, Peru e Uruguai. As micotoxinas estudadas foram as aflatoxinas (AFLA), fumonisinas (FUMO), deoxinivalenol (DON), zearalenona (ZEA), ocratoxina A (OCRA) e toxina T-2 /HT-2.

De acordo com o Coordenador Técnico/Comercial América Latina-Aves da Vetanco, MSc. Médico Veterinário Fabio Luis Gazoni, neste estudo é feita a análise de micotoxinas, tanto na ração que vai para o consumo de aves e suínos quanto na matéria-prima que, neste caso, é o milho, principal fonte dessa ração. “O objetivo desse levantamento, apresentado no book, é mostrar a real contaminação dessas micotoxinas nesses países, que causam impacto produtivo tanto na avicultura quanto na suinocultura”, comenta Gazoni.

As micotoxinas são amplamente encontradas em todo o mundo e geralmente são subdiagnosticadas. As análises individuais têm menor peso real no diagnóstico do problema, porém, quando somadas todas as análises, é possível identificar a região de prevalência com peso estatístico que permite conhecer a situação dos cereais em cada país e, por isso, a importância deste trabalho.

O lançamento da publicação ocorreu de forma on-line, em dois horários – às 9h e 19h. A programação vai contou com apresentação do Médico-Veterinário Bruno Vecchi, que falou sobre prevalências nos últimos anos; e, na sequência, o professor Doutor Carlos Augusto Mallmann (UFSM/Lamic) trouxe as tendências para os próximos anos.

Baixe o e-Book de Micotoxinas: Prevalência na América Latina em 2020

Fonte: A.I.

Pastagens tropicais exigem manejo adequado

Embrapa auxilia produção de rações para tilápia