in

Setor de suínos segue com valor em queda

Segundo o Cepea, cenário é em decorrência da baixa demanda interna

Ao se atentar aos suínos, demanda interna fraca mantém valores do setor em queda, como aponta o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP.

Segundo o Cepea, “as vendas de carne nos mercados atacadistas seguem lentas, o que mantém em queda os valores da proteína – esta é a quarta semana consecutiva que o Cepea verifica recuo nos preços”.

Ao que se refere ao animal vivo, as baixas nas cotações têm sido intensas em São Paulo, tendo em vista que a produção desse Estado é mais direcionada ao mercado doméstico, que, por sua vez, está bastante enfraquecido, diante do agravamento da pandemia de Covid-19, que resultou em restrições mais severas no comércio, e da economia bastante fragilizada.

“Nos estados do Sul do País, pesquisas do Centro de Estudos mostram que as quedas nas cotações do animal vivo foram amenizadas pela influência das grandes indústrias exportadoras da região, uma vez que os embarques de carne suína vêm registrando bom desempenho em março”, exemplifica o Cepea.

Fonte: Cepea, adaptado pela equipe feed&food.

BOVINOCULTURA

Abate e embarques explicam a situação do boi

Em contínua expansão, mercado árabe fortalece relação com Brasil