in

Aquicultura consome mais de 1 milhão de ton de ração

Balanço feito pelo Sindirações ainda pode ter elevação de 10%

Considerado o quarto maior produtor global de tilápias, o Brasil vem mostrando pujança na piscicultura. De acordo com o balanço divulgado pelo Sindirações,  prevalência do sistema de produção integrado, alavanca produção no Paraná.

Além disso, produtores verticalizados e independentes continuam povoando, motivados pelos melhores preços pagos pelo peixe e, ao contrário de anos anteriores, pela demanda consumidora que não retrocedeu, mesmo após a “Semana Santa”. 

No caso da carcinicultura, os pequenos e médios produtores concentraram esforços nas vendas diretas na região Nordeste e assim puderam sustentar seus negócios durante a fase mais aguda da pandemia.

Segundo os dados divulgados pelo Sindicato, de janeiro a setembro a produção de rações para aquacultura já somou 1,1 milhão de toneladas, cujo montante pode avançar até 10% e totalizar em 1,43 milhão de toneladas no corrente ano.

Fonte: Sindirações, adaptado pela equipe

Ação visa unir sociedade e agronegócio

IPC libera posição de bem-estar animal