14/11/2017 PECUÁRIA LEITEIRA

Programa aplicado em Santa Catarina resulta em plano estratégico eficaz

Senar/SC é o pioneiro na execução do Programa ATeG

O Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) é uma realização de convênio estipulado entre o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA, Brasília/DF) e o Senar Central.  Em junho de 2016 o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/SC), órgão vinculado à Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc), aceitou o desafio de ser o pioneiro na execução do plano.

Um ano e cinco meses depois, o Estado comemora o sucesso do programa com a participação de aproximadamente 950 produtores da região oeste, meio oeste e extremo oeste, totalizando um rebanho leiteiro de aproximadamente 46 mil animais, dos quais cerca de 30 mil vacas em produção.

“Estamos muito satisfeitos em acompanhar as evoluções que o programa trouxe para os produtores catarinenses. Ainda que na produção leiteira os resultados sejam a médio e longo prazo, é possível mensurar bons avanços”, observa a coordenadora Nacional do Programa ATeG no convênio MAPA/Leite, Luana Frossard de Aguiar.

03-senar

A coordenadora de projetos da ATeG MAPA-Leite, Luana Frossard de Aguiar, fez uma apresentação geral do andamento do programa no Brasil (Foto: divulgação)

O coordenador Estadual do programa, Olices Osmar Santini, esclarece como é realizado o programa. “Os produtores rurais recebem uma visita mensal dos técnicos de campo na qual recebem orientações técnicas e gerenciais. Cada técnico elaborou o levantamento de dados da propriedade e avançaram com a elaboração de um plano estratégico, prosseguindo com a indicação das adequações necessárias e as tecnologias mais indicadas para cada situação”, complementa.

O Senar/SC conta com 38 técnicos de campo e três supervisores técnicos, além da estrutura de apoio dos Sindicatos Rurais da região e dos supervisores administrativos do Senar/SC “O foco principal é proporcionar melhoria na produção e aumento da rentabilidade demonstrando a potencialidade da cadeia produtiva do leite”, destaca o superintendente do SENAR/SC, Gilmar Antônio Zanluchi. 

A ATeG representa um avançado instrumento de formação profissional rural na área da bovinocultura de leite mediante investimentos da ordem de R$ 6,5 milhões. A maior parte dos recursos deriva do MAPA (R$ 4,5 milhões) complementado pelo Senar/SC (R$ 2 milhões).

“Representa um salto na capacitação dos produtores rurais, pois os prepara para a condução das atividades agrícolas e pecuárias com uma visão empresarial e o emprego de avançadas técnicas de gestão e controle. As ações desenvolvidas pela ATeG refletirão no desempenho das propriedades rurais catarinenses e servirão de exemplo para que outros produtores invistam na assistência técnica e gerencial”, finaliza o presidente do Conselho de Administração do Senar/SC e da Faesc, José Zeferino Pedrozo. 

02-senar

Participaram da reunião os técnicos de campo do programa e os supervisores técnicos e regionais (Foto: divulgação)

Fonte: Senar/SC, adaptado pela equipe feed&food.