20/11/2020 BALANÇA COMERCIAL

Saldo comercial do agro registra recorde

Superávit de janeiro a outubro foi de US$ 75,5 bilhões

O saldo acumulado entre os meses de janeiro e outubro deste ano somaram um novo recorde no agronegócio brasileiro. De acordo com a análise feita pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), com base nos dados da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Economia, as receitas chegaram US$ 85,8 bilhões, alta de 5,7% em relação ao mesmo período de 2019, com volume embarcado de 189,4 milhões de toneladas, aumento de 12,4%.

Entre os destaques apontados na análise estão a soja  soja em grãos (US$ 28 bilhões), carne bovina in natura (US$ 6,1 bilhões) e farelo de soja (US$ 5 bilhões). A China segue como o principal destino das vendas externas, com participação de 35,8%. União Europeia (16,2%), Estados Unidos (6,5%), Japão (2,4%) e Coreia do Sul (2,1%) completam o ranking dos cinco principais mercados no período de janeiro a outubro.

Os lácteos também foram destaque entre os produtos analisados dentro do Projeto Agro BR, desenvolvido em parceria com a Apex Brasil para promover pequenos e médios produtores ao comércio internacional.

As exportações em outubro de 2020 somaram US$ 8,5 milhões, 87,5% a mais do que no mesmo período do ano passado, principalmente pelo crescimento de vendas do leite modificado e do leite condensado. Já no acumulado de janeiro a outubro, o aumento nas vendas foi de 30% em receita (US$ 61,6 milhões) e 30,6% em volume (26,8 mil toneladas), puxado pelas exportações de leite modificado, leite em pó e creme de leite.

Fonte: CNA, adaptado pela equipe feed&food.