11/01/2021 DEMANDA CRESCENTE

Ministério poderá realizar novos concursos para Affas

Em reunião com o sindicato da categoria, Tereza Cristina se comprometeu em avaliar a demanda

O crescimento do agronegócio nacional foi salientado em encontro entre a diretoria do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa Sindical) e a ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Tereza Cristina. O objetivo da reunião virtual, que também contou com a participação do secretário de Defesa Agropecuária do Ministério, José Guilherme, foi apresentar as reivindicações da categoria para 2021.

O aumento da demanda por auditores fiscais federais agropecuários (Affas) foi o principal ponto abordado durante o encontro, de acordo o presidente do Anffa Sindical, Janus Pablo mesmo com a realização os últimos concursos, ainda há defasagem no número de veterinários e outras áreas que compõem a carreira. "A carreira é composta por cinco profissões e em todas elas há carência de pessoal, e todas são importantes para garantir a segurança alimentar do brasileiro e manter as exportações de produtos agrícolas funcionando", explica Janus. Além de veterinários, compõem a carreira engenheiros agrônomos, farmacêuticos, químicos e zootecnistas.

Outra demanda apresentada foi o nivelamento salarial dos Affas com outras carreiras de auditoria. "O trabalho dos Affas é imprescindível tanto do ponto de vista da segurança alimentar como do ponto de vista econômico. Sem o trabalho atento dos auditores, o setor que responde por 20% do Produto Interno Bruto do Brasil e está entre os principais produtos exportados não teria o mesmo resultado. Não há qualquer justificativa para a diferença salarial entre os Affas e outros auditores", defendeu o vice-presidente do Anffa Sindical, Ricardo Aurélio, que também participou da reunião.

A ministra concordou com as reivindicações e se comprometeu a marcar uma nova reunião com o Anffa Sindical para tratar de encaminhamentos das propostas logo depois da eleição da mesa diretora da Câmara e do Senado.

Fonte: Anffa Sindical, adaptado pela equipe feed&food.