15/05/2017 CUIDADO AO NASCER

Falta de acompanhamento durante o parto pode acarretar em hérnias umbilicais

Frequência fica em torno de 2 a 7% nos animais nascidos, diz pesquisador

A hérnia umbilical é um problema visível dentro das produções, provocada por inúmeros fatores predisponentes. Falta de acompanhamento no parto, corte umbilical mal feito e mal desinfetado e prensadas de leitões nos pisos ou grades são alguns deles. Além disso, não se pode descartar a influência da genética nesses casos.

Para tanto, conforme recomendações do pesquisador da Embrapa Suínos e Aves, Nelson Morés, é preciso dar atenção especial ao manejo correto para evitar complicações. Segundo ele, se por um acaso houver erros na cicatrização do umbigo, a hérnia pode ser uma consequência de má cura dessa região.

Somado a isso, conta, é necessário tomar cuidado ao puxar o umbigo do animal, pois esse procedimento pode, muitas vezes, levar à formação do saco herniário em um leitão pré-disposto. “Por isso, muitos animais manifestam a hérnia depois do desmame, formando um volume uniforme na região do umbigo”, destacou.

Saiba como realizar o tratamento e contornar este problema na edição nº 121 da revista feed&food.

ff 121_materia_suino